Manual da Família

Mensagem da Direção

Prezadas famílias e educandos,

O início de mais um ano letivo, além de ser um momento de reencontro com amigos e mestres, representa a retomada de um ciclo de descobertas, aprendizado e contato com o saber. Nós da família UIRB damos-lhes boas-vindas e desejamos que o ano de 2019 seja repleto de conquistas e sucesso, rico em novas experiências e pautado num ambiente de amizade e harmonia. Para que este cenário seja possível e nossa convivência respeitosa, apresentamos o Manual da Família 2019, um guia com informações necessárias, sobre o funcionamento da escola, horários, serviços e regras para que sua jornada educacional seja exitosa e plenamente atendida. Após, a leitura, caso ainda tenha alguma dúvida, entre em contato com nossa secretaria.

Um grande ano letivo!!!

Ir para o índice

Índice

1. Filosofia Educacional 2. Estrutura organizacional 3. Calendário 4. Horários escolares 5 Intervalo 6. Entrada e saída da escola 7. Entrada, permanência e saída da sala de aula 8. Permanência do aluno na escola no fim do horário 9. Medicação 10. Formas de comunicação 11. Concurso de bolsas 12. Saídas pedagógicas 13. Educação Física 14. Educacionais 15. Projetos da Psicologia Escolar 16. Biblioteca 17. Uniformes 18. Material 19. Uso da Internet 20. Aniversário na escola 21. Formatura 22. Sistema de Avaliação 23. Orientações para a realização da avaliação 24. Parceria Família / Escola 25. Orientações de estudo 26. Regulamento geral do aluno 27. Sanções aplicáveis ao aluno

1. Filosofia Educacional

A Universidade Infantil Rivanda Berenice – UIRB – adota uma filosofia que visa ao desenvolvimento integral do ser humano, estimulando a formação do espírito científico e baseando-se nos seguintes princípios:

Visão

Ser reconhecida pelos processos educacionais inovadores, com foco na formação de um cidadão íntegro, consciente do seu papel transformador na sociedade e preparado para atuar com sucesso na vida.

Missão

Mudar positivamente a vida das pessoas através da educação.

Princípios

2. Estrutura Organizacional

Para proporcionar um atendimento adequado ao estudante e às famílias, a UIRB conta com os seguintes setores:

DIREÇÃO

Diretora Geral:
Vania Jalila Atta de Freitas Braga
[email protected]
Diretora Administrativa:
Raíssa Adjine A. F. Braga Bogéa
[email protected]
Diretora Adjunta:
Claudeci Pinheiro Costa
[email protected]
Supervisão Pedagógica:
Veridiane Ricarte Campos
[email protected]

COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA

Coord. da Educação Infantil:
Arinalda Guimarães Barbosa Silva
[email protected]
Coord. do Ensino Fundamental I:
Deginanne Silva Anjos
[email protected]
Coord. do Ensino Fundamental II e Médio:
Márcia Verônica Santana Góes Gonçalves
[email protected], [email protected]
Coord. Disciplinar::
Walisson Ricardo Pereira
[email protected]
Psicóloga escolar:
Roseana Borralho
[email protected]

Horário de atendimento às famílias: O atendimento será feito mediante agendamento.

4. Horário Escolar

As atividades escolares obedecem aos seguintes horários:

Modadlidade Matutino Vespertino
Educação Infantil 7h30min às 11h40min 13h30min às 17h40min
Ensino Fundamental I 7h20min às 12h15min
Ensino Fundamental II 7h às 12h25min
Ensino Médio 7h às 13h15min
OBSERVAÇÕES:

5. Intervalo

O intervalo terá duração de 25 minutos.

As famílias que desejarem comprar o lanche de seus filhos da Educação Infantil devem adquirir a ficha no início da manhã ou da tarde. O lanche será servido em sala de aula.

Os alunos do Ensino Fundamental e Ensino Médio compram o próprio lanche na hora do intervalo. Para facilitar, o aluno ou a família pode também comprar a ficha do lanche na hora da entrada e entregar ao educando.

Os alunos que desejarem trazer de casa poderão fazê-lo. Pedimos à família que coloquem um lanche saudável e evitem garrafas e recipientes de vidro na lancheira.

6. Entrada e saída da escola

O aluno deve entrar e sair da UIRB acompanhado pelo responsável ou pelo auxiliar do transporte escolar.

Os alunos atrasados deverão ir para a biblioteca e serão encaminhados à sala de aula no horário devido.

A saída do aluno fora do horário normal de aula, somente será possível mediante solicitação por escrito do responsável na agenda do aluno ou pelo aplicativo, mediante autorização da coordenação.

Quando o pai ou responsável não puder comparecer à escola para buscar o aluno, deverá comunicar à secretaria ou coordenação. O aluno não será entregue a terceiros salvo se autorizado pelo responsável.

O aluno só poderá sair desacompanhado da UIRB se o responsável autorizar por escrito na secretaria.

7. Entrada, permanência e saída da sala de aula

A supervisão, as coordenações e professores, da Educação Infantil e Ensino Fundamental (anos iniciais) estarão aguardando os alunos no pátio para recepcioná-los no horário da entrada. A pontualidade é fator primordial à formação do aluno e ao bom aproveitamento escolar. Portanto, o aluno deverá chegar à escola com pelo menos 10 minutos de antecedência ao início das aulas. Os alunos da Educação Infantil devem entrar pelo portão situado à Rua Altair, 115 (ao lado do ginásio de esportes) e os alunos do Ensino Fundamental e Médio devem entrar pelo portão lateral, situado na Rua Nova, 120.

Cinco minutos antes do início das aulas é tocado o primeiro sinal para que o aluno entre em sala. Após este toque, os alunos do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) devem seguir para as suas salas em filas, acompanhados pelas suas respectivas professoras. Os alunos do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Médio devem seguir para as suas respectivas salas e lá permanecerem até a entrada do professor.

Após o 2º toque, o aluno tem a tolerância de 10 minutos para se dirigir à sala de aula. Caso chegue à escola após a tolerância, o aluno deverá esperar na biblioteca o início do 2º horário para entrar em sala.

Tolerância para Ensino Fundamental (anos iniciais) – 7h30min

Tolerância para Ensino Fundamental (anos finais) e Ensino Médio – 7h10min

O aluno será considerado atrasado quando chegar após o período de tolerância. Nesse caso, o Coordenador Disciplinar anotará o nome do aluno procedendo a comunicação aos responsáveis, sendo encaminhado para a sala de aula no início do 2º horário.

OBSERVAÇÃO: O aluno terá um limite de quatro atrasos por período letivo.

Após o início do 2º horário não será permitida a entrada do aluno na escola, exceto mediante a apresentação de atestado ou exame médico.

Durante a aula o aluno só poderá ausentar-se da sala de aula com autorização do professor. Não será permitida a sua saída durante a troca de professores entre os horários de aula. O aluno deverá evitar transitar pelos corredores. Caso haja necessidade de ausentar-se, aguardar o professor, e antes do início da aula, solicitar ao mesmo a permissão para sair, retornando com autorização da Coordenação. O aluno que estiver fora da sala durante a aula, sem permissão, será encaminhado à Coordenação Disciplinar para um trabalho de orientação educacional e será advertido.

O aluno deverá apresentar-se diariamente com material didático necessário às aulas e com as tarefas escolares realizadas. A falta do material ou não realização e/ou entrega das tarefas é considerado falta disciplinar e resultará no encaminhamento do aluno à coordenação disciplinar para as devidas orientações e registros. Em cada três ocorrências gera uma advertência disciplinar escrita.

O aluno não deve sentar com os pés em cima de outra cadeira. Além de causar danos à coluna e ao patrimônio da Escola, tal postura não é ideal para um bom acompanhamento da aula. A distribuição normal das carteiras de acordo com o mapeamento deverá ser mantida, cabendo apenas ao professor e à coordenação qualquer alteração. O aluno que não estiver sentado de forma correta ou mudar a posição original da carteira poderá ser advertido pelo professor e encaminhado a Coordenação Disciplinar para o registro de ocorrência.

Não serão aceitas atitudes de desrespeito ao professor ou a instituição, tais como: uso de aparelhos eletrônicos e similares, realizar atividades de outras disciplinas, bem como leituras que não sejam relacionadas com a aula em curso.

7.1. Recreio e intervalo para lanche

No intervalo para o lanche, o aluno deverá estar atento à orientação do professor do horário para a saída da sala.

Durante o intervalo, os alunos não poderão permanecer nas salas de aula ou nos corredores sob pena de advertência.

Cinco minutos antes do término do intervalo, é dado o primeiro toque para que o aluno dirija-se a sua sala. Após este toque, os alunos do Ensino Fundamental (1º ao 5º ano) devem seguir para as suas salas, acompanhados pelas suas respectivas professoras. Os alunos do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Médio devem seguir para as suas respectivas salas e lá permanecer até a entrada do professor.

7.2. Atividades do contraturno

Atividades desenvolvidas na escola no contraturno devem ser previamente agendadas com a Coordenação Pedagógica e autorizadas por escrito pelos pais. Ex: grupo de estudo, atividades acadêmicas, etc. Os alunos deverão vir para a escola devidamente uniformizados.

8. Permanência do aluno na escola no fim do horário

Após 30 minutos do fim de cada turno, a Escola não se responsabilizará pela permanência do aluno no recinto da mesma. Em caso de impossibilidade dos pais, faz-se necessário comunicar a instituição.

9. Medicação

Dispomos de uma auxiliar de enfermagem na escola para atendimento de primeiros socorros, porém esta profissional não está autorizada a ministrar qualquer medicação.Caso o aluno tenha prescrição médica acerca de medicação específica, a família deverá fornecer juntamente com a medicação, cópia da receita médica.

10. Formas de comunicação

10.1 - Educação Infantil e Ensino Fundamental

A comunicação entre Escola e Família é feita, principalmente, através da agenda escolar e pelo aplicativo. A agenda deverá estar sempre na mochila do aluno e ser observada pelo responsável, assim como o aplicativo, todos os dias, para certificarem-se de avisos, circulares, comunicados e tarefas. Os pais deverão assiná-la diariamente ao tomar ciência das comunicações. Qualquer comunicação da família para a UIRB deverá ser feita através da agenda, aplicativo ou por telefone. Eventualmente, cartas e outros comunicados serão enviados às famílias. É importante que os telefones, o endereço e e-mail estejam atualizados junto à UIRB, para que eventuais comunicações sejam feitas com a devida rapidez.

10.2 - Ensino Médio

A comunicação entre Escola e Família será feita por aplicativo, telefone ou através de circulares, avisos e comunicados. É importante que os telefones, e-mail e o endereço da família estejam atualizados junto à UIRB, para que eventuais comunicações sejam feitas com a devida rapidez. O aluno deverá organizar-se através de uma agenda, anotando todos os seus compromissos escolares como: tarefas, trabalhos, avaliações, atividades extras, data de avaliações e recuperações.

OBSERVAÇÃO:

Caso a família queira realizar um contato com o aluno em horário de aula, deve fazê-lo através do telefone da escola, evitando assim, ligar para o celular do aluno durante as aulas, uma vez que o uso do aparelho celular não é permitido em sala de aula.

11. Concurso de bolsas de estudos

Concurso destinado à CONCESSÃO DE BOLSAS DE ESTUDOS aos alunos internos e externos do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Ensino Médio que gostariam de ingressar nesta Instituição de Ensino, no ano letivo de 2020. As bolsas de estudos concedidas abrangem, exclusivamente, o valor da anuidade escolar integral ou parcial para o ano letivo de 2020. A escola oferece a bolsa de estudos de acordo com a porcentagem que o aluno adquirir na prova de seleção do concurso.

12. Saídas Pedagógicas

Quando necessário, solicitaremos autorização por escrito, como também pagamento de taxa de transporte. Informamos que, nessas ocasiões, os alunos serão sempre acompanhados de seus professores e coordenadores.

13. Aulas de Educação Física

Os alunos da Educação Infantil terão aulas de recreação, através de atividades físicas em forma de expressão corporal com o objetivo específico de promover a estruturação da motricidade da criança através de um programa educacional que atenta aos seus interesses, buscando o equilíbrio entre as necessidades individuais e coletivas, por meio de atividades lúdicas, desenvolvendo a consciência corporal e espaço-temporal, para que a criança possa perceber-se com a autonomia e harmonia.

Para os alunos do Ensino Fundamental e Médio as aulas serão teóricas e práticas, tendo caráter obrigatório. Só serão dispensados da prática de Educação Física ou desportivos os alunos que apresentarem problemas de saúde comprovado através de laudo médico.

14. Projetos Pedagógicos

14.1 - Educação Infantil

14.1.1 - Lanche Saudável

A escola é um espaço privilegiado para a promoção da saúde e desempenha papel fundamental na formação de valores, hábitos e estilos de vida, entre eles o da alimentação. Pensando nisso, desenvolvemos o projeto Lanche Saudável, que tem como objetivo promover o consumo de alimentos saudáveis e a consciência de sua contribuição para a promoção da saúde de uma forma atraente, lúdica e educativa. Incluímos em nosso cardápio frutas, verduras e legumes. As crianças participam de todas as etapas, começando com a higienização dos alimentos até o preparo, finalizando com a degustação de sucos, vitaminas, bolos, patê e purê. Todos preparados por elas.

14.1.2 - Sexta Teatral

A criança ao brincar de faz de conta, interpreta diferentes papéis, sem que perceba que está dramatizando. O que de início parece ser uma simples imitação, gradativamente vai se ampliando para a ação dramática. O projeto Sexta Teatral na Educação Infantil promove experiências e expressividade, onde personagens ganham vida e interagem. Esses momentos são como exercícios de socialização.

Aspectos ativos, intelectuais e motores são estimulados e contribuem no processo de construção da autoimagem. Oportunizando a ampliação do repertório infantil, alimentando continuamente a imaginação e o faz de conta, por meio de leituras de historias, apresentações teatrais, filmes, entre outros.

14.1.3 - Estimulação Sensorial

Estimulação sensorial é a atividade focada na incorporação e engajamento dos sentidos. Ela é uma parte essencial do desenvolvimento da criança, pois ajuda a descobrir e desenvolver o conhecimento de seu corpo e como ele se relaciona e conhece o mundo. Através desta atividade lúdica promovemos a sensibilidade, saúde física e mental, socialização e muita diversão.

A estimulação e o manuseio de alguns materiais devem ser desenvolvidos no tempo certo correspondente a idade de cada um. Ao trabalharmos o projeto de estimulação sensorial na Educação Infantil, observamos o grande desenvolvimento das nossas crianças rumo à aprendizagem.

A exploração dos diversos canais sensoriais de forma integrada estimula a inteligência e a criatividade, respeitando cada etapa utilizando estímulos que estejam presentes no seu cotidiano, explorado através de brincadeiras. Proporcionamos assim condições e meios para que a criança se torne pensante e capaz de adquirir sua identidade.

14.1.4 - Projeto Mascote

Com objetivo de estimular o interesse das nossas crianças e com o intuito de incentivarmos a responsabilidade e afetividade, desenvolvemos o projeto Mascote da sala. As crianças participam de todas as etapas do projeto, criação e escolha do nome. Desta forma tornaremos a aprendizagem significativa e desenvolveremos vínculos de pertencimento ao grupo, organização e compromisso com bens coletivos. Cada criança receberá a visita da mascote conforme atividade através de sorteios e levará juntamente com ela uma folha de registro, que será construída com os pais a partir da sua criatividade e imaginação, relatando os momentos passados juntos com a mascote.

14.1.5 - Vivendo Valores

Acreditamos que o processo educativo deve levar os sujeitos envolvidos a perceberem sua importância na vida do outro, suas responsabilidades e compromisso com o mundo e sua capacidade de exercitar práticas positivas com decorrer de sua vida. Diante disso, realizamos um trabalho interdisciplinar ressaltando a importância que tem a educação para a cidadania e enfatizando o aprendizado de valores e boas maneiras.

Resgatamos com nossas crianças valores como: respeito, amor, paz, convivência, colaboração, honestidade, responsabilidade, solidariedade, humildade, preservação ao meio ambiente e patrimônio publico, contribuindo assim para uma melhor qualidade de vida na escola, na família e na sociedade.

14.1.6 - Brincando como Antigamente

As crianças convivem diretamente com o mundo virtual, deste modo, faz-se necessário o resgate e o incentivo do conhecimento de brinquedos e brincadeiras que marcaram a infância de muitos outrora.

Entendemos as brincadeiras como um momento de trocas, respeito mútuo e o aumento do repertório infantil, proporcionando às crianças momentos de convivência saudável, criativa e socialização. É através das brincadeiras que elas atribuem sentido ao seu mundo e se apropriam de conhecimentos que as ajudam agir sobre o meio em que se encontram, favorecendo assim o desenvolvimento sócioafetivo e cognitivo, permitindo a criança conhecer e dominar seu corpo e conviver com o outro. Além de garantir e proporcionar espaço para o imaginário, possibilitando a integração e elaboração de regras e o desenvolvimento de uma série de competências, tais como o uso criativo do corpo na produção e vivência de jogos imaginários, atenção, concentração, equilíbrio, percepção do próprio ritmo, coordenação de movimentos globais e específicos.

14.1.7 - Entre poemas

Esse projeto oportuniza a formação de leitores por meio da literatura infantil, especificamente por meio da poesia. Tem como objetivo principal desenvolver o encantamento por diferentes poemas, essencial para o desejo de ler e escrever e para a formação do leitor. Prevê a interação de crianças de 3 a 5 anos na produção de um recital, o qual vai envolvê-las do planejamento à apresentação. Por meio dos encaminhamentos delineados para o projeto, as crianças tem acesso a essa natureza lúdica da linguagem.

14.1.8 - África

A África está entre nós, em nossa cultura, em nossa vida, independentemente de nossa origem pessoal. Por isso, as tradições, a cultura e a trajetória dos descendentes dos africanos compõem um objeto de estudo importante para todas as crianças e jovens, negros ou não. É assumindo os valores criativos e positivos dessas culturas que a escola pode contribuir para a superação do racismo e da discriminação que existe na sociedade brasileira.

O principal objeto do projeto é desconstruir visões estereotipadas sobre os africanos e afrodescendentes brasileiros e mostrar a importância deles na construção das sociedades contemporâneas. Prioriza principalmente os aspectos do contexto histórico-cultural da África, além de promover o resgate da herança africana, cuja história fora esquecida e ignorada ao longo do tempo.

14.1.9 - Escola da Inteligência

Imagine uma escola que, além das disciplinas tradicionais como matemática, história, geografia, ciências e português, ofereça aos alunos conteúdos que os preparam para a vida! Pensando nisso, a UIRB buscou parceria com o programa Escola da Inteligência, desenvolvido pelo Dr. Augusto Cury. Com base na Teoria da Inteligência Multifocal – que estuda profundamente o conhecer da mente – o Programa ensina a gerenciar os pensamentos e proteger as emoções, na perspectiva de formar pessoas mais criativas, ousadas e, consequentemente, plenas e bem-sucedidas e não meros repetidos de informações.

Os temas trabalhados trazem abordagens em âmbito psicológico, filosófico e sociológico. Os alunos se sentem mais seguros e preparados, têm sua capacidade de concentração e atenção melhoradas. O aumento do respeito mútuo e da tolerância, bem com a diminuição da violência e do bullying, são igualmente esperados como consequência de todo o preparo socioemocional que é o “coração” da metodologia da Escola da inteligência.

14.2 - Ensino Fundamental I (1º ao 5º ano)

14.2.1 - Projeto de Leitura :

O projeto “Quem conta um conto, aumenta um ponto...”, desenvolvido com as crianças do 1º ao 5º ano tem o objetivo despertar a sensibilidade e o prazer pela leitura e a escrita. Nas turmas do Ensino Fundamental I, são organizados horários de leitura, desenhos e escritas sobre as histórias lidas e ouvidas, dramatizações, adivinhações, interpretação de texto, teatro de fantoches, imitação de personagens, fazendo com que as crianças entrem no mundo da história como coadjuvantes.

Entendemos que desenvolver as habilidades em nossas crianças é algo que requer condições favoráveis, não só em relação aos recursos materiais disponíveis, mas principalmente, em relação ao uso do que se faz deles na prática de ler e escrever. Nessa perspectiva, nossos alunos são estimulados espontaneamente a construir, modificar e relacionar ideias, interagindo com os outros e com o mundo.

14.2.2 - Mostra Interdisciplinar

Promove a pesquisa e produção científica visando o diálogo entre diferentes áreas do saber. A temática é escolhida no início do ano e trabalhada ao longo do semestre pelos alunos, que buscam através de diferentes ferramentas aprofundar seus conhecimentos. É um processo longo e rico de experiências, tornando o aprendizado significativo.

14.2.3 - Sarau Literário

O Sarau Literário é um evento de grande importância dentro do contexto escolar, pela sua relevância na construção do conhecimento e pelo envolvimento dos educandos em uma atividade prazerosa, que desperta o interesse pela arte em geral. Vem oportunizar o incentivo à leitura, à criatividade, e valorizar os talentos culturais e artísticos dos alunos.

14.2.4 - Nossa história, nossa cidade

O projeto desenvolvido nas disciplinas de História e Geografia visa à ampliação dos conhecimentos referentes à história, cultura e política de nossa cidade. Através das visitas realizadas no Centro Histórico, os alunos fazem um verdadeiro mergulho no tempo, conhecendo São Luís e suas lendas.

14.2.5 - Educação Financeira

Acreditamos que uma relação saudável com o dinheiro deve começar desde cedo e, aprender a poupar, é um passo interessante na formação de um adulto financeiramente responsável. O objetivo principal do projeto é contribuir para a formação de uma nova geração de pessoas independentes financeiramente, que aprendam a utilizar o dinheiro de maneira saudável e consciente para a realização de seus sonhos.

Além de criar condições para que nossos alunos, independente da idade, possam refletir a respeito da responsabilidade de cada um no planejamento e administração econômica, aprendendo a dar importância ao hábito de economizar e a consciência do investimento.

14.2.6 - Vivendo Valores

Acreditamos que o processo educativo deve levar os sujeitos envolvidos a perceberem sua importância na vida do outro, suas responsabilidades e compromisso com o mundo e sua capacidade de exercitar práticas positivas com decorrer de sua vida. Diante disso, realizamos um trabalho interdisciplinar ressaltando a importância que tem a educação para a cidadania e enfatizando o aprendizado de valores e boas maneiras.

Resgatamos com nossas crianças valores como: respeito, amor, paz, convivência, colaboração, honestidade, responsabilidade, solidariedade, humildade, preservação ao meio ambiente e patrimônio publico, contribuindo assim para uma melhor qualidade de vida na escola, na família e na sociedade.

14.2.7 - África

A África está entre nós, em nossa cultura, em nossa vida, independentemente de nossa origem pessoal. Por isso, as tradições, a cultura e a trajetória dos descendentes dos africanos compõem um objeto de estudo importante para todas as crianças e jovens, negros ou não. É assumindo os valores criativos e positivos dessas culturas que a escola pode contribuir para a superação do racismo e da discriminação que existe na sociedade brasileira.

O principal objeto do projeto é desconstruir visões estereotipadas sobre os africanos e afrodescendentes brasileiros e mostrar a importância deles na construção das sociedades contemporâneas. Prioriza principalmente os aspectos do contexto histórico-cultural da África, além de promover o resgate da herança africana, cuja história fora esquecida e ignorada ao longo do tempo.

14.2.8 - Canto Coral

Realizar atividades musicais de forma lúdica, ouvir música, aprender a cantar uma canção, são maneiras de envolver a criança no fazer musical, despertando assim, o gosto pela atividade musical. Através da prática do canto coral são desenvolvidas atividades importantes na formação social da criança uma vez que é despertada na criança a necessidade de relacionar-se com o colega do coro, desenvolvendo a personalidade, o respeito com o próximo, além de ser uma atividade que exige bastante organização e disciplina, pois é preciso estar atento para aprender o repertório e comparecer aos ensaios nos horários marcados. Isso faz com que a criança aprenda a ter compromisso com suas responsabilidades desde cedo, levando esses princípios para toda a vida.

14.2.9 - Escola da Inteligência

Imagine uma escola que, além das disciplinas tradicionais como matemática, história, geografia, ciências e português, ofereça aos alunos conteúdos que os preparam para a vida! Pensando nisso, a UIRB buscou parceria com o programa Escola da Inteligência, desenvolvido pelo Dr. Augusto Cury. Com base na Teoria da Inteligência Multifocal – que estuda profundamente o conhecer da mente – o Programa ensina a gerenciar os pensamentos e proteger as emoções, na perspectiva de formar pessoas mais criativas, ousadas e, consequentemente, plenas e bem-sucedidas e não meros repetidos de informações.

Os temas trabalhados trazem abordagens em âmbito psicológico, filosófico e sociológico. Os alunos se sentem mais seguros e preparados, têm sua capacidade de concentração e atenção melhoradas. O aumento do respeito mútuo e da tolerância, bem com a diminuição da violência e do bullying, são igualmente esperados como consequência de todo o preparo socioemocional que é o “coração” da metodologia da Escola da inteligência.

14.3 - Ensino Fundamental II e Médio

14.3.1 - Feira Gastronômica

Momento em que os alunos do Ensino Fundamental II ao Ensino Médio trabalham, de forma interdisciplinar, culinárias nacionais, regionais e internacionais, desde a elaboração das receitas até o processo de finalização, com uma maravilhosa degustação do que foi produzido pelos próprios alunos. Com isso pretendemos valorizar as culturas dos diferentes povos.

14.3.2 - Pensata Filosófica

Movimento acadêmico para as turmas do 9º ano do Ensino Fundamental, 1ª e 2ª série do Ensino Médio. Este evento oportuniza debates orais entre as turmas sobre temas relevantes da nossa sociedade e, principalmente, para formar opiniões e argumentos para possíveis temas de qualquer vestibular, não somente apenas explorando a escrita, a redação ou a interpretação textual, mas uniformizando estes mecanismos interdisciplinarmente.

14.3.4 - Roda de Leitura

Projeto desenvolvido com as turmas do 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental, que tem como objetivo principal, despertar o hábito e prazer dos alunos pela leitura. Inicialmente, marcamos uma visita a uma Livraria para juntos adquirirmos uma obra literária, a qual será trabalhada em sala. Quinzenalmente os alunos trocam com seus colegas as obras, fazendo também um fichamento.

14.3.5 - Mostra Interdisciplinar

Promove a pesquisa e produção científica visando o diálogo entre diferentes áreas do saber. A temática é escolhida no início do ano e trabalhada ao longo do semestre pelos alunos, que buscam através de diferentes ferramentas aprofundar seus conhecimentos. É um processo longo e rico de experiências, tornando o aprendizado significativo.

14.3.6 - Sarau literário

O Sarau Literário é um evento de grande importância dentro do contexto escolar, pela sua relevância na construção do conhecimento e pelo envolvimento dos educandos em uma atividade prazerosa, que desperta o interesse pela arte em geral. Vem oportunizar o incentivo à leitura, à criatividade, e valorizar os talentos culturais e artísticos dos alunos.

14.3.7 - Café Tropicalista

O Tropicalismo foi um movimento de ruptura que sacudiu o ambiente da música popular e da cultura brasileira, atingindo outras esferas culturais, artes plásticas, cinema, poesia, entre 1967 e 1968.

O projeto objetiva uma reunião com os alunos do Terceirão para celebrar a brasilidade, resgatando através da proposta tropicalista as raízes da cultura e a história de nosso país, revivendo um momento tão peculiar quanto os anos 60.

14.3.8 - Café Literário

ncontro no qual os alunos das 1ª e 2ª série do Ensino Médio discutem temas envolvendo a arte literária, dessa forma podem em meio a um momento de descontração entender a Literatura de forma prática, uma vez que a teoria já foi apreendida durante as aulas. Esse momento é culminado com um delicioso café e uma roda de conversa entre os docentes e discentes.

14.3.9 - Projeto Circo

Trabalhado e desenvolvido pela turma do 6º ano do Ensino Fundamental, visa destacar para os alunos as principais características sobre a história do circo e sua influência na vida de todos nós. O tema escolhido proporciona um ambiente favorável para que os educandos desenvolvam, participem e tornem-se protagonistas de um processo contínuo, baseado não só na prática, mas sim em um contexto histórico, onde todos os sentidos e significados possíveis ligados ao circo sejam explorados.

14.3.10 - Projeto Robótica

O projeto Robótica é desenvolvido com os alunos do 9º ano do Ensino Fundamental com o intuito de despertar o interesse pela Física. São abordados assuntos como eletricidade, leis de Newton e outros que juntos auxiliarão na construção dos robôs dos alunos. Cada robô é construído com sucatas de brinquedos. A culminância é feita através de uma batalha de robôs entre os grupos de alunos.

14.3.11 - Secos e Molhados

O projeto busca desvendar questões políticas, sociais, históricas, culturais e artísticas. Neste sentido, sua finalidade é esmiuçar todo o contexto que fundamenta as fontes filosóficas e literárias que influenciaram a sociedade, trazendo-a para a discussão no espaço escola. O grupo “Secos e Molhados” foi porta-voz de uma geração que precisava gritar em tempos de ditadura militar.

Contudo, a mentalidade brasileira deu uma regredida, em uma época intolerante, agressiva e extremamente conservadora. Nessa análise mais aprofundada, motivamos o aluno a realizar as conexões destes conhecimentos não só em nível de Ensino Médio, mas transformando-o em um indivíduo crítico da sua realidade social. O embasamento intelectual do projeto abordará sempre uma temática consistente para o ENEM e vestibulares em geral.

14.3.12 - Júri Simulado

Projeto desenvolvido com os alunos da 2ª série do Ensino Médio, que tem como objetivo principal estudar a questão filosófica e social sobre o Jusnaturalismo, abordando o Direito Natural no entendimento dos filósofos Hobbies, Rousseau, Locke, Kant, dentre outros. Os alunos vivenciam um julgamento criminal com o intuito de regularem a sociedade por meio do sistema judiciário e, desta maneira, conquistarem o direito na forma civil, dominando a relatividade jurídica de um crime ou convivência social.

15. Projetos da Psicologia Escolar

15.1 - Rotina Diária (Orientação de estudos) – Ensino Fundamental e Ensino Médio

Aprender a gerir o tempo e organizar as atividades diárias é crucial para um bom desempenho acadêmico e qualidade de vida. Ter uma rotina diária é uma ótima maneira de manter-se em dia com tudo, ou seja, ter tempo para fazer o que é necessário e o que gosta. Quanto mais tempo você a segue, mais as tarefas se tornam um hábito, e menos motivação você precisará para continuar. Nesse intuito, com alguns encontros no início do ano letivo orientaremos nossos educandos a desenvolverem suas rotinas diárias, além de darmos dicas que como persistir e assim perseverar em bons hábitos de vida.

15.2 - Dia Mundial de Conscientização do Autismo – Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio

Celebrado no dia 2 de abril, a data foi criada com o intuito de conscientizar a população sobre o autismo, um transtorno no desenvolvimento do cérebro que afeta cerca de 70 milhões de pessoas no mundo inteiro. A UIRB acredita numa educação para todos, por isso valoriza e oportuniza uma educação onde todos sejam inclusos, com suas particularidades e especificidades.

Celebrar o dia 2 de abril é muito mais que celebrar um dia isolado, mas sim de enfatizar uma cultura de valorização do autista e todos os educandos com necessidades educacionais específicas. Fomentamos na escola o desejo de uma sociedade tolerante às diferenças onde todos tenham a oportunidade de aprender e se desenvolver.

15.3 - Combate e Prevenção ao Bullying - EDUCAÇÃO INFANTIL, EF1, EF2 e EM

Bullying é uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas. Infelizmente o fenômeno do bullying cresce mundialmente e pelos jornais percebemos as consequências catastróficas de alguns casos de bullying. No intuito de prevenir e combater qualquer tipo de desrespeito, a UIRB trabalha no mês de abril com diversas atividades envolvendo discentes, docentes e toda equipe para a formação de uma cultura de paz e tolerância.

15.4 - Projeto de Vida – Ensino Médio

Todos nós precisamos de metas, sonhos e objetivos, sem isso a vida se esvazia de sentido e motivação. A UIRB oportuniza aos alunos do Terceirão não somente uma escolha responsável da profissão, mas ir além para a construção de um projeto de vida, trabalhando também aspectos emocionais neste momento de escolhas e expectativas.

15.5 - Viva com Sentido - setembro amarelo – Ensino Fundamental e Ensino Médio

Desde 2015 o mês de setembro ficou conhecido como o mês de prevenção ao suicídio. Além de levarmos nossos educandos a refletir sobre esta triste realidade que cresce, principalmente na população jovem, fazemos uma grande campanha a favor da vida.

15.6 - Café Profissional – 3ª série do Ensino Médio

O último ano da vida escolar de um aluno é marcado de escolhas e mudanças. No sentido de auxiliar quem prestará o vestibular, realizamos encontros marcados por descontração, troca de experiências e motivação para uma escolha sólida e consciente. O café profissional é destinado aos alunos do 3º ano do Ensino Médio com a presença de especialistas de diversas áreas para partilharem suas experiências da escolha profissional, vida acadêmica na universidade e a rotina da carreira.

16. Biblioteca

A biblioteca está disponível aos alunos, professores e funcionários. O seu objetivo é selecionar e disponibilizar informações incentivar o gosto pela leitura e auxiliar na realização das pesquisas escolares. A não devolução dos materiais alugados na biblioteca no prazo estabelecido pelo regulamento acarretará em multa diária. Conheça o nosso regulamento. Solicite o seu à bibliotecária.

Horários de funcionamento da Biblioteca: segunda a sexta-feira: 7h às 11h e 13h às 17h.

17. Uniformes

17.1 - Educação Infantil

O uso do uniforme completo é obrigatório. Ele se compõe das seguintes peças: short-saia ou calça cinza para as meninas e bermuda ou calça cinza para os meninos, camisa branca da escola, sandália com passadeira ou tênis e meias. Não é permitido o uso de tamancos e saltos.

OBSERVAÇÕES

17.2 - Ensino Fundamental (1º ao 5º ano)

O uso do uniforme completo é obrigatório, inclusive em dias de festa e atividades no contraturno. É composto das seguintes peças: calça ou bermuda cinza, camisa branca da escola, tênis e meias. Não é permitido o uso de tamancos, crocs (ou similares), sandálias ou roupas de passeio. A falta de qualquer peça do uniforme, sem justificativa por escrito e/ou três justificativas por período letivo, impossibilitará a entrada do aluno em sala de aula. A farda de Educação Física só é permitida nos dias em que houver aula de Educação Física.

OBSERVAÇÕES

17.3 - Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e Ensino Médio

O uniforme é composto das seguintes peças: calça cinza, camisa branca da escola, tênis e meias. Não é permitido o uso de tamancos, crocs (ou similares), sandálias ou roupas de passeio. É importante que os alunos estejam sempre com o uniforme completo para que eles adquiram noções básicas de ética, responsabilidade e disciplina. A falta de qualquer peça do uniforme, sem justificativa por escrito e/ou três justificativas por período letivo, impossibilitará a entrada do aluno em sala de aula.

O uso de uniforme escolar é obrigatório durante as atividades escolares, inclusive no contraturno.

A farda de Educação Física só é permitida nos dias em que houver aula de Educação Física.

OBSERVAÇÕES:

18. Material

O aluno da Educação Infantil deverá trazer diariamente uma mochila com seu material de uso pessoal (roupa para trocar, toalha de banho, sabonete, pente ou escova de cabelo, fralda descartável, lenços umedecidos para higiene), avental, copo com nome gravado e lancheira com uma toalha pequena e/ou guardanapo de tecido ou papel. Todo material deve ser marcado com o nome do aluno para evitar trocas.

Os alunos do Ensino Fundamental deverão trazer diariamente um estojo com lápis, borracha, apontador e ter na mochila lápis de cor, régua, hidrocor, cola em bastão e tesoura sem ponta.

IMPORTANTE:

Recomendamos que os livros didáticos sejam guardados e mantidos sempre em bom estado de conservação, pois o aluno poderá precisar deles no decorrer do ano para trabalhos escolares, recapitulação e/ou estudos para recuperação.

19. Uso da Internet

O uso da internet é exclusivo para pesquisas ou atividades da UIRB. O aluno que quiser utilizá-lo para esses fins deverá vir em horário contraturno e agendado com antecedência na biblioteca e Coordenação Pedagógica.

É expressamente proibido o uso da internet para objetivos não acadêmicos, como sites pornográficos, de relacionamentos e redes sociais.

20. Aniversário na escola

20.1 - Educação Infantil

Deverá ser agendado previamente com a Coordenação Pedagógica. A escola reserva um espaço específico para a realização do Parabéns, mas a organização e decoração é de inteira responsabilidade das famílias. O Parabéns acontece no horário do lanche (9h às 9h30min – matutino e 15h às 15h30min – vespertino). Serão permitidas lembrancinhas e presentes, porém não permitiremos refrigerantes. Irmãos e primos que estudam na escola poderão participar do Parabéns desde que seja informado antecipadamente à coordenação correspondente.

20.2 - Ensino Fundamental (1º ao 5º)

Será comemorado no dia do aniversário da criança, no momento do lanche (9:35h às 10:00h, de maneira singela, as famílias trarão o bolo, a vela e os descartáveis. O aniversariante comemorará somente com seus colegas de sala, uma vez que não será permitida a presença de familiares. Os professores farão o registro do Parabéns e encaminharão às famílias pelo aplicativo. Não receberemos mais lembrancinhas e presentes, enfatizaremos a celebração à vida e a possibilidade de compartilhar desse momento com os colegas. Irmãos e primos que estudam na escola poderão participar do Parabéns desde que seja informado antecipadamente à coordenação correspondente.

20.3 - Ensino Fundamental (6º ao 9º) e Ensino Médio

Não será permitida a comemoração de aniversário na escola desses segmentos para não atrapalhar as atividades pedagógicas.

OBSERVAÇÃO:

Continuaremos a distribuir os convites das festas fora da escola desde que para TODOS os alunos da classe.

21. Formatura

A UIRB possui regras claramente definidas no que diz respeito à formatura dos alunos concludentes da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio, disponibilizando aos mesmos toda a estrutura física da escola para a realização de reuniões, cultos ecumênicos, bem como todo o apoio logístico e operacional na organização e realização dos mesmos, desde que previamente acordado entre a comissão de formatura (constituída por pais dos formandos), representante dos alunos e a Direção.

Observações:
    A UIRB oferece aos alunos formandos da Educação Infantil, Ensino Fundamental e Ensino Médio uma solenidade de formatura tradicional, momento em que será realizada a entrega dos diplomas;

  • A realização de coquetéis, churrascos, feijoadas ou festas de formatura compete exclusivamente às famílias dos formandos;

  • TODOS os procedimentos concernentes à formatura serão previamente acordados com a escola, uma vez que a utilização da imagem da UIRB está condicionada a prévia aprovação pelo Conselho Diretor;

  • Caso a turma opte por celebrar o encerramento do Ensino Fundamental e Ensino Médio por meio de viagem e/ou celebração de uma festa, a escola só participará da organização da mesma se o roteiro for previamente acordado entre a UIRB, os alunos e seus respectivos responsáveis, desobrigando totalmente a escola caso isso não seja previamente pactuado;

  • Quaisquer outras dúvidas concernentes à formatura serão resolvidas pelo Conselho Diretor da UIRB.

    >

22. Sistema de Avaliação

O ano letivo é dividido em 3 períodos letivos.

22.1 - Educação Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental

A avaliação será feita mediante o acompanhamento e registro do desenvolvimento do aluno em relatório semestral em perfil relatório, sem o objetivo de sua promoção.

22.2 - Ensino Fundamental (2º ao 5º ano)

Realizamos, em cada período letivo, diversos instrumentos avaliativos, como provas mensais, seminários, debates, projetos, relatórios, apresentação de pesquisas, entre outros, escolhidos de acordo com os objetivos propostos, que culminarão em notas mensais, conforme cálculo abaixo:

MT = (AV1 + AV2) ÷ 2

MT: Média trimestral

AV1: Avaliação analítico-discursiva 1 (0 a 8 pontos) + atividades curriculares (0 a 2 pontos)

AV2: Avaliação analítico-discursiva 2 (0 a 8 pontos) + atividades curriculares (0 a 2 pontos)


22.3 - Ensino Fundamental (6º ao 8º ano)

Realizamos, em cada período letivo, diversos instrumentos avaliativos, como provas mensais, seminários, debates, projetos, relatórios, apresentação de pesquisas, entre outros, escolhidos de acordo com os objetivos propostos, que culminarão em notas mensais, conforme cálculo abaixo:

MT = (AV1 + AV2) ÷2
MT: Média trimestral
AV1: Avaliação discursiva (0 a 7 pontos) + plataforma digital (1,5 pontos) + atividades curriculares (1,5 pontos)
AV2: Avaliação discursiva (0 a 8 pontos) + simulado (0 a 2 pontos)

22.4 - 9º ano do Ensino Fundamental e 1ª série do Ensino Médio

Realizamos, em cada período letivo, diversos instrumentos avaliativos, como provas mensais, seminários, debates, projetos, relatórios, apresentação de pesquisas, simulados, entre outros, escolhidos de acordo com os objetivos propostos, que culminarão em notas mensais, conforme cálculo abaixo:

MT = (AV1 + AV2 + AV3) ÷3
MT: Média trimestral
AV1: Avaliação discursiva (0 a 8 pontos) + atividades curriculares (0 a 2 pontos)
AV2: Avaliação discursiva (0 a 7 pontos) + simulado (0 a 3 pontos)
AV3: Plataformas digitais (0 a 10 pontos)

22.5 - 2ª série do Ensino Médio

Realizamos, em cada período letivo, diversos instrumentos avaliativos, como provas mensais, seminários, debates, projetos, relatórios, apresentação de pesquisas, simulados, entre outros, escolhidos de acordo com os objetivos propostos, que culminarão em notas mensais, conforme cálculo abaixo:

MT = (AV1 + AV2 + AV3) ÷ 3
MT: Média trimestral
AV1: Avaliação discursiva (0 a 8 pontos) + atividades curriculares (0 a 2 pontos)
AV2: Avaliação discursiva (0 a 5 pontos) + simulado (0 a 5 pontos)
AV3: Plataformas digitais (0 a 10 pontos)

22.6 - 3ª série do Ensino Médio

MT = (AV1 + AV2) ÷ 2
MT: Média trimestral
AV1: Avaliação discursiva (0 a 5 pontos) + simulado (0 a 5 pontos)
AV2: Simulado (0 a 5 pontos) + Plataformas digitais (0 a 5 pontos)

OBSERVAÇÕES:

  • Não é permitido ao aluno, estando presente na escola, deixar de realizar a avaliação recorrendo à 2ª chamada. Os boletins do Ensino Fundamental e Médio serão disponibilizados ao final de cada período letivo em nosso site: www.uirb.com.br;
  • O prazo para solicitar a recorreção da avaliação é de até 72h após a entrega da mesma.

22.7 - Reposição periódica

Sempre que o aluno obtiver nota inferior a 7,0 (sete) na média do período letivo, será convocado para prova de reposição.

A prova de reposição não é obrigatória, porém o aluno que optar por fazê-la, deverá pagar uma taxa na Secretaria da escola e terá a possibilidade de ter sua média alterada, prevalecendo a maior nota obtida. O prazo para requerer a prova de reposição é de 48h antes da realização prova.

OBSERVAÇÕES:

  • É vetado ao aluno que obtiver nota igual ou superior a 7,0 (sete) participar da reposição periódica.
  • O conteúdo da reposição é todo o conteúdo do período letivo.
  • Fórmula de aprovação automática: MF = (MT1 + MT2 + MT3) ÷ 3 ≥ 7,0 (aprovado).

22.8 - Recuperação final

Ao final das avaliações do 3º período letivo será calculada a MÉDIA ANUAL (MA) dos três períodos.

Se MA for menor que 4.0 (MA < 4.0), o aluno estará reprovado direto na série.

Se a MA for maior ou igual a 7.0 (MA ≥ 7.0), o aluno estará aprovado automaticamente na disciplina.

Se a MA for maior ou igual a 4.0 e menor que 7.0 (4.0 ≤ MA < 7.0), o aluno estará em RECUPERAÇÃO FINAL (RF) na disciplina, sendo o cálculo da MÉDIA FINAL (MF) para os alunos de RF.

MF = (MA + NR) ÷ 2
MF: Média final
MA: Média Anual
NR: Nota de Recuperação Final

Se MF for menor que 7,0 o aluno será reprovado na série.

Se MF for maior ou igual a 7,0 será aprovado.

22.9 - Critérios para aprovação

Em cada disciplina o aluno será aprovado, desde que atenda as exigências de frequência e de notas.

De conformidade com a Lei Federal nº 9394/96 o aluno será aprovado se tiver frequentado, pelo menos, 75% do total de horas letivas. NÃO HÁ RECUPERAÇÃO POR FALTAS.

O aluno estará aprovado se, ao final do ano, alcançar nota igual ou superior a 7.0, tendo ou não se submetido às provas de reposição e/ou recuperação final.

22.10 - Conselho de classe

Órgão colegiado de natureza consultiva e deliberativa em assuntos didático-pedagógicos, com atuação restrita a cada turma do estabelecimento. Entre outras atribuições, cabe ao Conselho de Classe decidir quanto manter a reprovação de alunos que, após a recuperação final, apresentarem situações limítrofes.

22.11 - Segunda chamada

Caso o aluno, por motivo justificado, venha perder uma ou mais provas, ele fará 2ª chamada.

Convém lembrar que a lei nº 7102, de 15/01/79, ampara para a realização de provas de 2ª chamada, em casos de doenças, luto, casamento, convocação para atividades cívicas ou jurídicas e impedimentos por motivos religiosos.

Caso os pais ou responsáveis não requeiram a 2ª chamada, O ALUNO ESTARÁ SUJEITO A ATRIBUIÇÃO DE NOTA ZERO NA DISCIPLINA.

OBSERVAÇÕES:
  • O aluno que faltar no dia da 2ª chamada estará sujeito a atribuição de nota zero na disciplina;
  • NÃO HÁ 2ª CHAMADA PARA PROVA DE REPOSIÇÃO;
  • A inscrição de 2ª chamada deverá ser requerida mediante o pagamento da taxa na Secretaria da escola até 48h antes da realização da prova. Caso apresente o atestado médico, estará isento da taxa de pagamento.

23. Orientações para a realização da avaliação

1) Use caneta esferográfica azul ou preta. A utilização de lápis implicará na não revisão da questão;

2) As avaliações de Matemática, Física e Química deverão conter o cálculo quando a questão exigir;

3) Não é permitido o uso de corretivo, o mesmo invalida a recorreção da sua questão;

4) Mantenha sua avaliação limpa e sem rasuras;

5) A prova é INDIVIDUAL, SENDO VETADAS consultas de qualquer natureza. O aluno que for pego colando terá sua avaliação zerada;

6) Após o término da avaliação, entregue a mesma ao fiscal;

7) Não é permitido o uso de aparelhos eletrônicos (celulares, palm’s, mp’s, calculadoras, tabletes, etc) durante a realização das avaliações;

8) Atenda prontamente a todas as determinações do fiscal.

24. Parceria Família/Escola

Esta parceria baseada na cooperação, respeito e na confiança é imprescindível para o sucesso da Educação das nossas crianças e jovens, uma vez que nossos objetivos são comuns: a formação do caráter, a construção de conhecimentos e a autorrealização de cada um deles.

Para tanto, solicitamos a cooperação da família no acompanhamento sistemático da vida escolar dos alunos orientando-os para:

* O conhecimento detalhado do conteúdo deste manual e da leitura pormenorizada dos comunicados semanais, dos informativos mensais e das correspondências enviadas pela Escola;

* A necessidade do cumprimento pelo aluno das normas estabelecidas;

* A presença contínua do aluno em todas as aulas, justificando por escrito as faltas que possivelmente ocorram;

* Evitar marcação de consultas médicas ou viagens, bem como chegadas tardias ou saídas antecipadas nos períodos de aula;

* Incentivar formação de hábitos de estudo, como é o caso da realização diária das tarefas de casa;

* A análise das avaliações realizadas, a verificação e o recebimento trimestral do boletim escolar;

* Encaminhar o aluno para estudos de recuperação quando for o caso;

* Manter seus endereços e telefones atualizados, facilitando a comunicação Escola/Família;

* Participar de reuniões, comemorações e eventos da Escola.

25. Orientações de estudo

Horário de estudo

É importante que nossos alunos aprendam a estudar de maneira eficaz. O segredo está em descobrir qual é esta forma eficiente de estudar, e não em estudar durante um tempo maior que o necessário.

Em geral, o aluno pensa que o tempo passa muito depressa e, no fim do dia, a sensação é a de que não realizou nada. Isto acontece devido a uma falta de planejamento do que fazer. Se há plano, tudo parece importante e é quase impossível realizar muitas coisas ao mesmo tempo.

Saber utilizar o tempo eficazmente, deve-se mais a uma repetição contínua de uma sequência de atividades do que ter grande força de vontade, como acredita a maioria das pessoas. Em outras palavras, basta criar o hábito de realizar as mesmas tarefas, nos mesmos locais, à mesma hora. E, ao criarmos uma rotina, tudo transcorre de forma natural e facilmente, como o comer, o dormir e assim por diante.

É necessário estabelecer um horário de estudo.

A Escola proporciona condições para uma boa aprendizagem. Estudar com regularidade e método para aprender, não para tirar boas notas. Elas são consequências.

O aluno, quando organizar seu horário de estudo, deverá incluir também outras atividades e compromissos sociais.

OBSERVAÇÃO: os alunos que desejarem vir estudar na escola no contraturno deverão agendar previamente junto a sua respectiva coordenação.

NOVE AÇÕES IMPORTANTES PARA FACILITAR O ESTUDO

1 – QUERER

- Quando a gente quer, aprende.
- É necessário convencer-se: eu quero, eu vou, eu faço.
- Os grandes homens tornaram-se tais porque eram homens de vontade e não desanimavam diante da primeira dificuldade.
- É mais agradável divertir-se e brincar que estudar, mas, se nossas lições estão por fazer, nosso dever é estudar.

2 – ORGANIZAR

- A organização do corpo, da mente, do espaço onde estamos e do material é fundamental. Vai desde o saber o que estudar primeiro até ter um dicionário ou lápis para organizar-se antes de começar a estudar.

3 – INCENTIVAR

- O incentivo é a força que nos faz realizar.
- Procure uma razão para seu estudo.

4 – REFLETIR

- A reflexão é muito importante, leia devagar e prestando atenção.

5 – QUESTIONAR

- Para acontecer a aprendizagem, o questionar-se (o perguntar-se) é muito importante.
- Tenha uma atividade de constante questionamento, busca, descoberta e debate com o outro.

6 – OUVIR/ESCUTAR

- Escutar é ouvir com atenção, escute bem as explicações em aulas.

7 – DIVIDIR TAREFAS

- É impossível fazer todas as coisas ao mesmo tempo. Divida suas lições, tanto em horas, como em dias. Faça dever de Matemática pensando em Matemática e não em Biologia.

8 – ELABORAR HORÁRIO E ESQUEMA DE ESTUDO

- O nosso dia é posto em horas e se você prestar atenção, tudo se faz dentro de um tempo. Faça um horário de estudo e elabore alguns esquemas para estudar e aprender melhor. Por exemplo: faça resumos, resolva um número determinado de cálculos e problemas, elabore e responda exercícios, desenvolva temas e faça esquemas por matérias.

9 – TER CONFIANÇA

- Tenha confiança em você, no seu potencial e na ajuda dos outros. Peça ajuda.
- Você é capaz.
- Seu coordenador ou coordenadora poderá ajudá-lo na elaboração de esquemas, resumos e exercícios de revisão.

Estudar requer: concentração mental, planejamento individual de horário, leitura eficiente, organização e resumos, saber tomar notas de aula, busca de informações, organização de trabalho, ambiente preparado.

DICAS IMPORTANTES

- NUNCA deixe acumular tarefas de um dia para o outro.
- ESTUDE um pouco, todos os dias.
- NÃO deixe para amanhã tarefas ou atividades que você pode fazer hoje.
- EMPENHE-SE E CAPRICHE ao executar qualquer TRABALHO ou ATIVIDADE ESCOLAR.
- EVITE acumular conteúdos.
- MANTENHA sua agenda atualizada e organizada.
- ENVOLVA-SE com o processo total, portanto, participe de todas as atividades: estudos, esporte, aulas de campo, etc.
- PRIMEIRO tente resolver sozinho as atividades. Em caso de dúvida, solicite ajuda de seu professor ou dos responsáveis.
- TAREFAS DE CASA – essas atividades têm como finalidade básica rever os conteúdos estudados em sala de aula e formar hábitos de estudos. Devem ser feitas pelo aluno com atenção, capricho e respostas completas, pois contribuem para o bom desempenho nas avaliações.
- MATERIAL DIDÁTICO – material individual, livros e cadernos são recursos INDISPENSÁVEIS aos alunos para sua aprendizagem.

Manter o material organizado e conservado, acessível no momento do estudo, contribui de forma bastante significativa para bons resultados na aprendizagem.

26. Regulamento geral do aluno

O regulamento geral do aluno se constitui em um dos desdobramentos do Regimento Escolar.

Direitos do aluno: a garantia de uma melhor aprendizagem.

1) Ser respeitado na sua condição de ser humano, usufruindo igualdade de atendimento;

2) Participar das atividades escolares, sociais, cívicas e recreativas destinadas à sua formação e promovidas pela Escola;

3) Apresentar sugestões à Diretoria da UIRB;

4) Apresentar reclamação, em termo e por escrito, contra atos, atitudes, omissões e deficiências de professores, diretores, funcionários e servidores da Escola;

5) Defender-se quando acusado de qualquer falta, assistido por seu representante legal se necessário;

6) Utilizar as instalações e dependências do estabelecimento que lhe forem destinadas, na forma e nos horários para isto reservados;

7) Ser orientado em suas dificuldades;

8) Receber seus trabalhos, tarefas e provas devidamente corrigidos e avaliados em tempo hábil;

9) Requerer através de seu responsável, segunda chamada, revisão de prova e recuperação;

10) Tomar conhecimento através do boletim escolar ou outro meio próprio, de notas e frequências obtidas;

11) Ter a garantia de que a Escola cumpra sua função, oferecendo ensino de qualidade, ministrado por profissionais habilitados para o exercício das suas funções.

Deveres do aluno: tudo em nome do bom convívio.

1) Frequentar com assiduidade e pontualidade as aulas e demais atividades curriculares e comemorações;

2) Permanecer em sala na troca de professor;

3) Tratar com respeito diretores, professores, autoridades de ensino, funcionários e colegas;

4) Apresentar-se no estabelecimento devidamente uniformizado;

5) Respeitar as normas e disciplinas do estabelecimento, dentro e fora dele;

6) Trazer material didático necessário às aulas e apresentar as tarefas escolares realizadas;

7) Apresentar solicitação por escrito e assinado pelo responsável para fins de saída antecipada;

8) Colaborar na preservação do patrimônio escolar, respondendo e indenizando os danos que causar;

9) Comunicar à coordenação pedagógica o seu afastamento temporário por motivo de doença ou outros;

10) Cumprir com rigorosa exatidão, as determinações da Direção, dos professores e funcionários;

11) Observar, fielmente, os preceitos de higiene pessoal bem como zelar pela limpeza e conservação das instalações, dependências, materiais e móveis do estabelecimento;

12) Abster-se de atos que perturbem a ordem, ofendam os bons costumes ou importem em desacato às leis, às autoridades escolares ou aos professores e funcionários;

13) Comparecer a solenidades e festividades cívicas e sociais promovidas pelo estabelecimento;

14) Agir com probidade, na execução dos trabalhos e provas escolares;

15) Cuidar de seus pertences. Objetos de valor não deverão ser levados à escola;

16) Entregar à família as correspondências enviadas pela Escola;

17) Respeitar as rotinas específicas de deslocamento para a sala de aula;

18) Obedecer aos dispositivos deste Regimento.

Proibições do aluno:

1) Entrar em sala de aula ou dela sair sem permissão do professor;

2) Usar chinelos, bonés e óculos escuros na Escola;

3) Manter o celular ligado em sala de aula ou sobre a banca, ainda que desligado;

4) Lanchar em sala de aula;

5) Ausentar-se do Estabelecimento sem a permissão da coordenação;

6) Levar para a sala de aula livros, gravuras, revistas, MP3, IPOD, brinquedos, tablete, smartphones ou similares, folhetos estranhos aos deveres escolares (os mesmos serão recolhidos e entregues somente ao responsável do aluno);

7) Difundir ideias perniciosas à ordem e as leis do país;

8) Perturbar a aula ou a ordem da escola (atrapalhar e tumultuar a aula com conversas, bolinhas de papel, risadas, vaias, batucadas, gritos, vocabulários e gestos impróprios, brigas, desenhos, bilhetes e outros);

9) Promover algazarra ou distúrbios nas imediações da escola;

10) Impedir a entrada de colegas na sala ou induzi-los à ausência coletiva;

11) Promover sem autorização do Conselho Diretor, sorteios, coletas ou subscrições usando para estes fins, o nome da Escola;

12) Distribuir no recinto da Escola quaisquer boletins ou impressos sem autorização da Direção;

13) Usar de meios fraudulentos quando da realização das avaliações (comunicar-se com colegas, “colar” ou portar “cola”) ou de outros trabalhos;

14) Namorar nas dependências da Escola;

15) Apelidar, xingar, discriminar ou expor a situações embaraçosas colegas, professores e funcionários;

16) Portar-se de forma inadequada, frequentando ambientes não recomendados pelos valores da escola e/ou consumindo drogas lícitas e ilícitas (bares, casa de jogos, consumo de bebidas alcoólicas, cigarro, etc.) utilizando o uniforme da escola.

Faltas graves:

São consideradas faltas ou ocorrências disciplinares graves, entre outras:

1) Reincidência nas indisciplinas comportamentais;

2) Brigas;

3) Agredir fisicamente e verbalmente a qualquer pessoa ou à UIRB;

4) Brincadeiras de mau gosto com consequências imprevisíveis (por exemplo: derrubar o colega propositalmente);

5) Faltar às aulas propositalmente, ficando nas imediações da Escola;

6) Desrespeito a alunos, professores, coordenadores, e funcionários;

7) Falsificação de documentos e/ou assinaturas;

8) Desrespeito à integridade moral;

9) Causar danos ao patrimônio da Escola;

10) Portar armas, tóxicos, bombas ou quaisquer instrumentos perfuro-cortantes, drogas lícitas e ilícitas dentro da escola;

11) Mexer, apropriar-se ou danificar objetos dos outros;

12) Manter o celular ligado em sala de aula ou sobre a banca, ainda que desligado;

13) Portar-se desrespeitosamente durante o momento cívico;

14) Saída da Escola sem permissão;

15) Praticar bullying e/ou cyberbullying.

27. Sanções aplicáveis ao aluno

O aluno que, de alguma forma, não conseguir cumprir as normas deste Regimento, efetivamente deverá ser orientado e sujeito as seguintes sanções:

  • Na primeira “indisciplina”, o aluno é orientado e recebe advertência verbal, com ciência do responsável pelo telefone;
  • Na segunda “indisciplina”, o aluno é orientado, recebe advertência escrita e segue um comunicado para ciência do responsável. A família é informada por telefone (no comunicado informa-se que na próxima indisciplina o aluno será suspenso);
  • Caso o aluno seja suspenso pela terceira vez, a família será informada da inadaptação do mesmo às regras e, por conseguinte, o aluno terá sua matrícula cancelada com emissão da transferência. Este procedimento poderá ocorrer em qualquer época do ano.
  • Considerada a gravidade da infração e casos omissos neste regulamento poderão ser ultrapassadas uma ou mais etapas previstas.